quarta-feira, outubro 26, 2011




partida

se te pareço
insana
ao beijar a taça
na embriaguez
da noite
fria

é meu adeus
calado
no silêncio rubro
do tinto seco


cláudia gonçalves

5 comentários:

flaviopettinichiarte disse...

belo, triste, como todo adeus!

Henrique Biscardi disse...

Tinto, o vermelho. Simbolo do amor e da vida. O amor à vida. À vida, que segue e se renova, um brinde!

Lindo!!!!

bjs.

Renato de Mattos Motta disse...

poetas tem relação direta
com baco

na noite e no vinho é
que sorvem paixões
e sofrem verdades
EVOÉ!

Aroeira disse...

nossa, cena de cinema! belo, mesmo na despedida. alilás, as coisas profundas, às vezes densas, às vezes secas, às vezes tristes, são as mais belas.

Cristiano Marcell disse...

Embriagante!!!!