sexta-feira, fevereiro 06, 2009



Do cinza ao arrebol

a correnteza
joguei toda
a mágoa
no papel
sangrou a poesia

o coração
dilatado
em cativeiro

na revolta do mar
intimo e vasto
- um navio negreiro -

inda que os deuses
desaprovem
de ti
não me afasto

por mais
que me levem
as águas

no encanto do azul
dançam
as três marias

e se o rumo
do vento mudar
nascerão açucenas
na janela do sol

Cláudia Gonçalves & Ricardo Sant’anna Reis

20 comentários:

Ricardo Sant'anna Reis disse...

Adorei o privilégio de te-la mais uma vêz como parceira...adorei fazer este com voce...beijos, Cau, poeta do coração...

2/06/2009 7:27 AM

rua do mundo disse...

oi, menina

quando puder vá no 404, tem selinho procê

http://404notfound-photos.blogspot.com/


bjs

Solange Maia disse...

Adorei seu blog.
Passei por aqui por pura sorte... que lindo o que faz com as palavras.

Parabéns !

Quando puder visite meu blog também :

http://eucaliptosnajanela.blogspot.com

Beijo,
Solange Maia

Adriano Viaro disse...

Cacau tu és a própria dicotomia!
A alegre maestria
De ler seus poemas
Pra ficarmos sem palavras
Beijo e abraço forte

Antonio disse...

Cláudia, bom dia! Adorei teus poemas, são leves folhas flutuando sobre as águas correntes de um rio límpido...
bjs

Marisa Vieira disse...

Que beleza de poema!
Parabéns por toda riqueza e sensibilidade!
Saudades...beijo da Marisa

Samanta Lemos disse...

Muito interessante suas poesias. Parabéns.
Bjs.

rai2007 disse...

Essa poesia tem som de fina chuva, numa de segunda-feira, vendo ruas,árvores e postes, pela janela do bus.

daufen bach. disse...

OLá Claudia,

já te conhecia dos "poetas del mundo", (li a tua página). Agora estava visitando o "poema dia" e te vi de novo...rs, entonces com endereço na mão, vim fazer-te uam visita e "beber" um pouco mais de tua poesia.

belo espaço possuis e, tua poesia é encantodora sempre.

Parabéns.

Abraço a ti.

daufen bach.

Joe_Brazuca disse...

Claudia & Ricardo

Sensibilidade à flôr da pele !
Viajei na rosa desses ventos correntosos....
Muito bom !

Chris Herrmann disse...

Que bonita parceria, Cacau e Ricardo. Aliás, todo esse blog é um presente. Parabéns, Cacau, é sempre um prazer vir aqui.

Beijos e sucesso.

Chris

JESSÉ BARBOSA disse...

A CATARSE, A BELEZA, A TENACIDADE
E A MAGIA MARINHA TALHAM ESTE POEMA. POESIA BANHADA LEVEZA DENSA
DAS ÁGUAS OCEÂNICAS.
JESSÉ BARBOSA DE OLIVEIRA

orlando pinhº d-silva disse...

mudem-se
os rumos
dos ventos

salve clau!

Analuka disse...

Que doce, suave, delicado, o teu poema, amiga Cacau!

Ando tão distante e ausente dos jardins de letras e cores de meus amigos poetas... mas hoje reservei algum tempo para isso: saudades destas almas aladas, prenhes de poesia , ternura e luz!!!

Beijinhos pintados, abraços azuis.

pituco disse...

oi,moça
faz tempo que não passava poracá

com algum tempo, bisbilhotarei tudo...rs

bacci
namaste

Adriano Viaro disse...

por onde anda claudia gonçalves?
a interminavel fonte de poemas.
a bailarina que valsa versos sem rima, encantando leitores por aquarelas e semi-tons?
por onde anda? procura-se
e a recompensa oferecida resume-se a poemas sem titulo ou fim.

Aroeira disse...

"o coração
dilatado
em cativeiro"

lindo isso!

"Olhos de Folha Minha" disse...

Boa parceria
Adorei ler alguns no blog, mas aplaudo a parceria essas entrelaçadas poética tão ligadas, em comunhão.
Cintia Thome

Ianê Mello disse...

Lindo!!!

Vieram-me lágrimas aos olhos ao lê-lo.

Bjs

Analuka disse...

Caríssima Cacau!!! Que saudade! Passo por aqui para te desejar um ano pleno de poesia pulsante e alada! Adorei o poema, está lindo, e deixo também um punhado de beijos azuis.