terça-feira, novembro 21, 2006



Alma de poeta

Carrega sonho
em metáforas
atenta aos amores
as partidas,
o som,o silêncio...

o pensamento navega
no subterrâneo
da emoção

magia que pulsa
nas entrelinhas
do que projeta

e no delírio
da inquietude
está a alma do poeta

Cláudia Gonçalves

2 comentários:

simone disse...

Vc e uma mistura de sentimentos ,nao entendo de poesia ,mas a sua sensibilidade e linda p/ ecrever sentimentos de varias formas...
bjos minha eterna poetisa linda!!

*andorinharos@ disse...

Ah, por que não está este poema tão bonito e bem descrito a abrir teu blog? Aqui neste finzinho, ninguém virá e a ele apreciar...Alma de poeta está tudo de lindo! É como me sinto.
beijos.