sexta-feira, abril 11, 2008

Amoreira plantada por crianças da ong do
sitio do Juca em Guaratinguetá - SP, e pelo poeta Tonho França.
Só mesmo em poesia, é possível demonstrar a emoção

que senti ao receber um presente tão especial!



a(MOR)a

entre pétalas

de silêncio

aflora

carmim_desejo

doce sabor

de amora


Cláudia Gonçalves


13 comentários:

Ricardo Sant´Anna Reis disse...

o presente
no tempo atual
e a emoção que fica.

na fruta amora
é voce, poesia pura
que frutifica

só não sei
como esta planta
pode ter o sabor
de cacau.

Ricardo SantAnnAReiS

ronaldo disse...

bento sabor
de amor(a)
que sabe
a cacau
poeta
mais-que-sabida

Ronaldo Werneck

Bel disse...

Que lindo, cacau...
Uma amoreira que tenho a certeza,
dará muitos frutos, e que sejam doce como o amor, que mergulhados no (a) cacau, ficarão como os foundees, simplesmente deliciosos...PARABÉNS!

orlando pinhº d-silva disse...

a
feto
flor
a






orlando pinhº d-silva

orlando pinhº d-silva disse...

amor
ao
amor
ao
amor
ao
amor
ao
amor
ar
vorax
praesentia
inclaudicável.

Luiz Alberto Machado disse...

Maravilha este seu espaço, minha amiga, aplausos, parabens. Estarei indicando nas minhas páginas, aguarde.
Beijabrações
www.luizalbertomchado.com.br

Tonho França disse...

Cláudia,doce poeta, em nome do C.S.A "Sítio do Juca", somos nós que agradecemos o carinho e a ajuda na ocasião do Concurso de Poesias, a tua amoreira ficou bonita, e vai dar belos frutos.
Obrigado
C.S.A Sítio do Juca
TOnho França
Guaratinguetá/sp

THiago Laurindo disse...

adorei teu blog guria.
lindo mesmo.
õ/

Jacqueline disse...

Parabéns Cacau! Quem trabalha para espalhar poesia, está com certeza plantando amor. Esta amoreira foi uma linda metáfora-presente pelo trabalho que tens feito!
beijos da Jacque

Carito disse...

Parabéns pelo blog, pela (com)postagem...

Adriano Viaro disse...

Definir
Claudia
em arvore

Suplantar
cacau
em ramos

Adocicar
a morte
em prantos

Ser poeta
e das letras
atleta

Ser apenas Claudia
Com delírios
de cacau.

Anônimo disse...

Belíssima poesia, Cacau!


*

Flávia Trigo

Juliana Meira disse...

"aflora/carmim_desejo/doce sabor/de amora"

belo poema Cacau!