quarta-feira, abril 09, 2008



Lapso

meados
de um
dia branco

dos poros
da alma
exala
poesia

alterando
calendários

Cláudia Gonçalves

2 comentários:

Jiddu Saldanha disse...

Du caralhu... muito bom... bjs

orlando disse...

Passa

sol posto lá
em meio
brancuras
o sal labora

suor poema
diante
espelho trêmulo
volteios

inventando
tempos

orlando pinhº d-silva
1104208
clau,
bj.