segunda-feira, dezembro 17, 2007



Distração

quase meia-noite
onde estava
que não embarquei

contando estrelas
talvez...

quase meia-noite
a lua prata
avisou-me
e não...
não escutei

quase meia-noite
onde estava
que não embarquei

se o bonde passou
deixei... sobrei
parti-me de ti
sonhei as horas
que perdi

quase meia-noite
...desisti

Cláudia Gonçalves

6 comentários:

Lenise Marques disse...

Oi querida!!!

Teu "Distração" está maravilhoso! Adoro tua maneira de poetar com os versos assim curtinhos, sonoros! Pura beleza!
Vou repassá-lo. Posso?
Beijos mil minha linda!!

ADRIANO disse...

Menina dos versos de ouro


Falar da Cacau é fácil...

Escreve como poucos
Sente a alma do verso
E vive o sentimento inverso
De amar em devaneios poéticos.

Ler a Cacau é complicado...

É ter prazer na leitura
É presenciar na escrita madura
A nascente de um poema qualquer

Conhecer a Cacau é responsabilidade...

É sentir-se responsável em ser amigo
É atingir o respeito ao abrigo
Que só seu verso me traz.

Não aplaudir a Cacau é impossível...

Essa menina é fogo!
Escreve o amor de jeito novo
Transpira poesia
E quando nada se espera
Traz um poema novo

Elogiar a Cacau é repetir...

Repetir o elogio de ontem
A admiração redundante
É dizer maravilhas à algo incrível
É não ter limite para dizer...

Obrigado por me ter como amigo.

lapa disse...

Feliz Natal de Portugal

Julio Cesar F Pires disse...

CORPOS

O DIA QUE AS MULHERES,
DESCOBRIREM DENTRO DE SI..., A POETISA,
OS HOMENS REDESCOBRIRÃO AS ROSAS COMO OFERENDA,
E AS ESTRELAS, SERÃO DESCULPAS,
PARA DOIS CORPOS ROLAREM NA AREIA MOLHADA NA PRAIA,
AQUECENDO A ÁGUA DO MAR. jcfp

Oi cacau.
Muiiito bom pessoa. Posso espalhar que já és uma de minhas poetisas? Falo sério, gostaria de saber se posso passar adiante, tantos que conheço que sei, ficariam de cara com teu trabalho, meu que presente, putz..., entrar 2008 com mais este trabalho de nivel..., para mim é o máximo.

Certas mulheres, se fazem cadentes estrelas,
para mais próximas de nossos corações,
contarem historias de amores, que nada mais são,
que poesias que se perderam, no tempo. jcfp

Beijos linda!!!
julio cesar.

rogerio santos disse...

Fiquei emocionado ao ler esse poema. Cheio de musicalidade, é uma viagem à alma feminina...
Adorei !!!
Um poema que cheira a flor, dama-da-noite que pode até ter perdido o bonde, mas só para espalhar seu inconfundível perfume pelas redondezas...Feliz de quem sente o aroma.

Beijo Grande Claudinha
Do fã
Rogerio Santos

rogerio santos disse...

Esse poema é uma canção.
Se não foi musicado ainda, deve ser.
Beijos