domingo, janeiro 06, 2008


Noite

Salgado silêncio
pintado de breu

andando
de rua em lua
buscando a cor
na derme do escuro

um mergulho vermelho
no túnel da boca

um coral
de palavras loucas
entorpecendo
...cantando
em labaredas

beijos
que inflamam
aquecem
transpiram
e calam

Cláudia Gonçalves

10 comentários:

luh oliveira disse...

Que linda noite, hein?
Adoro vc, meinadospampas...

Cheiros e cheiros de sucesso...

Luh Oliveira

Bel disse...

Linda sua poesia, querida amiga.
Senti um calor poético misturado aos versos que deixaram a poesia quente e envolvente. É sempre um prazer te ler. Adoro você. Beijos

rogerio santos disse...

pacto no silêncio da noite
em cada olhar uma letra
em cada beijo uma sílaba
em cada carícia palavra
e nasce o dia poesia

bonito texto Claudinha...
Boa semana com muita inspiração poética !
Beijo do fã
Rogerio

ADRIANO disse...

"um mergulho vermelho
no túnel da boca"

NOSSA! FANTASTICO, FORTE, NEM SEI O QUE DIZER. MUIIIIIIITO BOM

Ademir Antônio Bacca disse...

cacau,
já tá linkado no meu blog
beijos

Ademir Antônio Bacca disse...

cacau,
linkado também no poetas do brasil
beijos

sandrah disse...

Lindo seu blog,amiga poeta!Verei gradativamente,mas com a rápida olhadela,amei.
BjO*Poeta*

Anônimo disse...

Palavras sumiram da mente...
voaram
pra Cláudia alma de poeta...
O silêncio reverentemente
alcançou o coração...
e o inundou de paixão*luz de alfa à zeta
Silenciar em transe aumenta a percepção...
dessa aura ungida por tantas
divindades...
a virtualizar e no realizar
maior do sangue quee fica a pulsar as suas excitantes sensibilidades
Ivan Alvim

Ricardo disse...

O que dizer, minha poeta preferida? Que ninguem como tu opera tal alquimia lirica, estética? Que mistura à tantos elementos vitais da natureza, tanta beleza conservada em versos?
E que os teus versos se mantem vivos, integros em seu poder de encantamento?
Que dizer? Apenas creio que as musas e as poetas verdadeiras, alem das bruxas benfasejas, possuem este poder, forma derradeira de lançar o amor em aberta cena.
Eu, que já seguia tonto e estaziado de teus quebrantos
delicados, poeta me confesso muito apaixonado por teu poema.

Ricardo Reis

Alessandra Cezarini Araújo disse...

Amiga teu cantinho esta lindo parabéns as poesias mágicas ...lindas.
bjuss